By URL
By Username
By MRSS
Enter a URL of an MRSS feed
 
or

25/02/2012 01h35 - Atualizado em 25/02/2012 01h44Polícia investiga morte de jovem em parque de diversões no interior de São Paulo.A polícia de Vinhedo investiga por que a trava de segurança de um briquedo do parque Hopi Hari se abriu. Gabriella Nishimura tinha 14 anos.Imagens do resgate de Gabriella Nishimura foram feitas momentos depois de ela cair de um brinquedo chamado Torre Eiffel.A menina de 14 anos chegou a ser reanimada mas morreu a caminho do hospital. Quem estava no brinquedo com Gabriela conta que ela perguntou para uma amiga como travar o assento, e que nenhum funcionário do parque deu auxílio."Eu estranhei porque até parque que fica na rua, eles conferem, pra ver se está tudo normal e lá não", diz um garoto.As cadeiras da torre sobem até uma altura de 70 metros, o equivalente a um prédio de 23 andares. Na descida, em queda livre, atingem a velocidade de 94 quilômetros por hora.Segundo testemunhas a trava se abriu e a adolescente caiu. Logo depois do acidente o brinquedo foi interditado, mas o parque continuou aberto por mais duas horas e só fechou depois da chegada da perícia.A polícia investiga se a falha foi mecânica ou humana. "Se a jovem abriu a trava ou se realmente não afivelaram corretamente, terá que ser apurado. Mas segundo testemunhas realmente aquela trava se abriu e o corpo dela foi projetado".Gabriela nasceu e morava no Japão, Veio ao Brasil para passar as férias. A família não quis gravar entrevista. Informou apenas que o corpo da menina será velado e cremado em Guarulhos onde vivem os parentes dela.Crédito: G1W1TV 10 MINUTEShttp://www.w1tv.com.br